Juventude #conectada com a COP26

Publicado por

Fala Juventude, Paz e Bem!

A Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima de 2021 foi a 26ª conferência das partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, realizada entre os dia 1º e 12 de novembro de 2021 na cidade de Glasgow, na Escócia.

Esta Conferência tem como objetivo promover um encontro com representantes de 196 países para discutir ações e para proteger o meio ambiente, nossa Casa Comum, tendo em vista formas de encontrar meios para diminuir a emissão de gases que provocam o efeito estufa e aquecimento global na Terra.

Recentemente, na última quarta-feira, 11 de novembro, em Glasgow na Escócia, foi apresentado aos bispos da CNBB, durante uma reunião do Conselho Episcopal Pastoral (Consep), uma proposta de como nós católicos poderíamos discutir o papel da igreja em ações que possam melhorar essa crise climática.

Durante o congresso os bispos pediram que os organismos internacionais, governos e todos os segmentos da sociedade civil “combatam as mudanças climáticas e garantam a continuidade de todas as formas de vida, investindo na vida como seu maior dom e inviolável”.

Como sabemos, a Igreja tem o papel de cobrar, acompanhar e saber quais os organismos, governos, empresas e organizações estão dispostos a promover realmente essa mudança. Nós como católicos e franciscanos temos a missão de cuidar e zelar pelo meio ambiente. Porém, agora não é só uma questão de conscientização é mais do que isso, temos que cobrar e exigir de nossas autoridades por melhorias climáticas.

A proposta já foi apresentada e formas para melhorar as condições climáticas também, mas, é preciso exigir e cobrar dessas grandes empresas as mudanças.

Uma das grandes mudanças seria interromper o financiamento público de projetos de combustíveis fósseis até o final de 2022 e direcionar seus gastos para energia mais limpa evitando a  erupção desses gases prejudiciais ao planeta. Um dos primeiros países a  assumir o acordo e compromisso foram a Polônia, Vietnã e Chile, porém a China e os Estados Unidos, um dos principais poluidores do mundo, ficaram de fora, por enquanto.

Foi observado que já é um grande passo, pois, já houve uma movimentação e cobrança perante a grande parte da população em exigir melhorias climáticas, inclusive foram apresentadas diversas soluções, agora cabe a cada um de nós acompanhar e cobrar de fato por essa mudança.

Por fim, afirmo que o apoio da igreja poderá de fato ser um grande marco para uma possível mudança climática e ambiental.

Um abraço fraterno!

Fernando Cordeiro


Com informações de:

https://www.vaticannews.va/pt/igreja/news/2021-11/mensagem-da-cnbb-por-ocasiao-da-cop26.html

https://g1.globo.com/meio-ambiente/cop-26/noticia/2021/11/11/ministro-diz-que-apoia-proposta-para-regulamentar-o-mercado-de-carbono-e-muda-posicao-do-brasil-que-era-entrave.ghtml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s