Arrumando a casa

Postado por

“Esta é a voz daquele que grita no deserto: preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas.”  

(Lc 3, 4).

Hoje celebramos o segundo domingo do tempo do Advento. Advento significa que algo está para “advir”, ou seja, algo está para vir, para acontecer. E o que está para acontecer?

O nascimento de Jesus! Portanto hoje, ao lermos o Evangelho, João Batista mostra que devemos preparar o caminho, pois o Senhor está para chegar. Como diz Alceu Valença:

“Tu vens, tu vens, eu já escuto teus sinais”. 

Preparar os caminhos do Senhor é além de preparar o coração. Somos convidados a preparar tudo! A preparar o nosso coração, preparar a ceia, dar uma boa limpeza na casa, arrumar o presépio, deixar tudo lindo e harmonioso, afinal não é todo dia que celebramos o aniversário de Deus. Deus é o nosso maior hóspede, a visita mais sublime e, portanto, merece do bom e do melhor. Preparar para Deus é preparar a nossa vida, assim como Ele se preparou para vir até nós, nos dando a Sua vida. 

O tempo do Advento é o tempo de preparar os caminhos, arrumar as arestas, perdoar quem precisamos dar perdão, abraçar aqueles que ficamos um bom tempo sem abraçar; e ao menos enviar uma mensagem de whatsapp desejando um Feliz e Santo Natal. Afinal, desejar Feliz Natal para nossos irmãos e irmãs é desejar que Jesus nasça na vida daquela pessoa. 

Portanto, preparemos o melhor para Deus, arrumemos os caminhos do Senhor. Sejamos outro São João Batista, que aplainou o caminho do Senhor. São Francisco era tão zeloso com a festa do Natal, que dizia que até as paredes deveriam comer carne para festejar esse momento. Dizia aos frades para esfregar carne na parede. 

Preparemos, ainda temos tempo de advento para arrumar o que falta, para celebrarmos a festa do nascimento de Deus em nosso mundo. E celebremos esse momento com todos aqueles que estão conosco aqui na terra e façamos memória daqueles que já partiram e que agora celebram no céu um eterno natal com Deus. E Deus se fez homem e habitou entre nós! Paz e bem!

Paz e bem!

Frei Jhones

Deixe uma resposta