Exercício Quaresmal Franciscano I: Humildade

Publicado por

“O Espírito levou Jesus para o deserto.” (Mc 1,12).

Neste primeiro domingo da Quaresma, a leitura do Evangelho nos apresenta as tentações de Jesus no deserto. Quero convidar a todos, para que durante esse tempo quaresmal, meditemos os passos de São Francisco em suas admoestações. Façamos desse tempo quaresmal um exercício espiritual por meio do Evangelho e dos escritos franciscanos. O lugar desse exercício é o deserto, mas por que o deserto? Porque o deserto é o lugar de encontro com Deus!

Imaginemos, no deserto não há nada, somente a areia e muito sol durante o dia. Muito difícil de achar água. Se o deserto é um lugar difícil de viver e de se permanecer, por que em um lugar assim achamos Deus? Vamos trazer isso para a nossa vida. No deserto não há nada, quando encontramos alguma coisa, principalmente água, corremos ansiosos por buscá-la e bebê-la. Assim já canta o salmista: “Assim como a corça suspira pelas águas correntes, a minha alma suspira por vós, Ó meu Deus”.

A corça é um animal que vive no deserto que busca desesperadamente por água. No deserto da nossa vida, queremos também beber água, beber de Deus, buscar ansiosamente por Ele. Afinal, no deserto não há outra coisa a buscar, a não ser aquilo que é essencial – água. Por isso, o deserto é o lugar de encontro com Deus, porque quando estamos no deserto queremos buscar aquilo que é essencial. Deste modo, o tempo da quaresma é o tempo do deserto. É o tempo de voltar toda a nossa vida para Deus, o essencial na nossa vida.

Um dos exercícios que proponho para essa semana, tendo em vista nossa busca para aquilo que é essencial em vida, vem da Admoestação II de São Francisco no qual ele diz: “No entanto, come da árvore da ciência do bem aquele que se apropria de sua vontade e se exalta dos bens que o Senhor diz e opera nele”. Irmãos, todo o bem que temos e fazemos vem de Deus. Não nos exaltamos nem queiramos nos sobrepor, mas busquemos ser sempre humildes e reconhecer que é Deus que opera o bem em nossas vidas, pois tudo é Dele e para Ele. Não nos apropriemos do bem, não queiramos ser ladrões de Deus.

Paz e Bem!

Conexão Acessibilidade #08

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s