“Eu estou no meio de vós”

Publicado por

“Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou ali no meio deles” (Mt 18,20). No Evangelho deste final de semana, ouvimos a seguinte recomendação dada por Jesus: “Se teu irmão pecar contra ti, vai e corrige ele a sós, se ele te ouvir, bem, mas se não ouvir, chame duas testemunhas para que se resolva diante delas o contrito. Porém, se esse irmão ainda continuar no erro, vá até a Igreja e torne público; e se mesmo assim ele ainda persistir no erro, seja chamado de pagão”.

Essas palavras, aparentemente, parecem duras e rígidas em se tratando de Jesus, mas Ele nos deixa aqui um conselho muito sábio e muito caridoso, vejamos! Em nossa vida conhecemos muitas pessoas, algumas ficam mais próximas, outras nem tanto. Algumas se tornam nossos amigos e amigas, outros até consideramos irmãos. Porém, todas essas pessoas podem errar, pois como diz o ditado: “Errar é humano”. Mas todas essas pessoas podem e devem ser corrigidas de seus erros. Corrigir alguém não é punição, mas é amor!

Corrigir alguém de um ato errado é porque você ama e se importa com essa pessoa e não quer que ela faça errado novamente. Entretanto, algumas pessoas, por mais próximas que sejam, são difíceis de serem corrigidas e algumas vezes até chegamos a ouvir a expressão: “Quem é você para me dar conselhos…”. No entanto, se amamos, vamos tentar ajudá-la novamente e novamente…e ela persiste no erro. Por fim, às vezes, o caso chega a tal ponto que costumeiramente usamos a expressão: “Ah, essa eu já entreguei para Jesus…”.

Irmãos, têm pessoas que a melhor maneira de se corrigir é deixando que errem uma, duas, três vezes… porque tem pessoas que são cabeças-duras. Algumas vezes, o nosso silêncio diante delas é a melhor correção. Deus nos conhece e que tentamos várias vezes ajudar, inclusive Ele termina o Evangelho dizendo, que onde dois ou mais estiverem reunidos em seu nome Ele estará no meio deles. Deus conhece e reconhece o nosso esforço, mas por vezes o nosso maior esforço é nos mantermos em silêncio e não nos irritarmos.

Termino aqui com uma frase bem dura de São Francisco: “Não vos perturbeis pelo erro dos outros”.

Paz e Bem!

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s