Evocação, convocação e provocação

Publicado por

O Evangelho desse domingo começa com essa seguinte frase: “O Senhor escolheu”. Gostaria de começar essa reflexão trazendo aqui três palavras: Evocar, Convocar e Provocar. Evocar é quando chamamos a alguém, é chamar a atenção de alguém para si. Exemplificando isso, quando chamamos alguém pelo nome estamos evocando essa pessoa, querendo assim que ela escute o comunicado que tenho a lhe propor. Depois então que eu a evoquei, convoco ela a algo, ou seja, quando chamo alguém é para comunicar algo, transmitir uma mensagem. Após essa convocação essa pessoa será provocada a dar uma resposta seja aceitando aquilo que eu disse ou não. A pessoa quando ouve uma mensagem direcionada a ela é provocada a dar uma resposta, e aqui até a indiferença é uma resposta.

Toda mensagem convocatória é provocativa. Sendo assim, “O Senhor escolheu”, ou seja, o Senhor que evoca, convoca e provoca a nós a uma resposta. Percebemos esses três passos no Evangelho logo em seu início onde ele Evoca escolhendo, convoca dizendo a sua mensagem que é a maneira como os discípulos devem se comportar e evangelizar pelo mundo e por fim nos provoca dizendo: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos”. Essa frase provocatória nos faz pensar em ser trabalhador da messe do Senhor, ou ficarmos indiferentes a seu apelo.

Quando somos evocados pelo Senhor? Quando ele nos chama pelo nome. Lembremos aqui do nosso batismo quando o Senhor nos chama pelo nome e nos faz membros do seu corpo. Quando somos batizados o sacerdote ao derramar água em nossa cabeça pronuncia o nosso nome, por isso ele nos chama pelo nome. Daí vamos crescendo, amadurecendo e ouvindo a sua convocação, pois a cada celebração ouvimos a sua mensagem e assim sendo somos convidados a partir dessa provocação a dar uma reposta. Toda a nossa vida de cristão é sempre responder a essa provocação do Senhor em nossas vidas: perdoar, amar, ser bom, perseverar e etc…

A nossa vida cristã é provocativa, pois ao mesmo tempo que o Senhor nos provoca a dar uma resposta a seu convite, quando aceitamos essa reposta em nossas vidas, passamos a ser provocação para as pessoas que não entendem, não aceitam a maneira como nós optamos viver. Por tanto, irmãos, se vocês pela maneira de ser estão provocando permaneçam nesse caminho, pois a mensagem de Cristo está se fazendo presente. Provocar é viver de maneira cristã.

Percebemos assim como São Francisco ao longo de sua vida, provocou não só aos que estavam próximos a ele, mas a Igreja de um modo geral. Francisco nunca criticou a Igreja, sempre teve uma grande veneração a ela. Não nos cabe sermos divergentes da nossa mãe Igreja, mas podemos em nossas vidas provocar uma mudança do mesmo modo que Francisco causou. Essa reposta provocativa de Francisco à Igreja e ao mundo faz parte da nossa identidade cristã. 

Fraternalmente, Frei Jhones

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s