Oração: fonte de mudança

Publicado por

Celebramos nesse final de semana o Domingo de Ramos. Domingo esse que
dá abertura para a “Semana Santa”. Nessa semana nós cristãos celebramos o centro da nossa vida e de nossa fé – Jesus Cristo em sua Paixão, Morte e
Ressurreição.

Assim como diz São Paulo, se Cristo não tivesse ressuscitado, em vão seria a nossa fé. Toda a nossa vida está centrada nessa Páscoa que celebramos, a Páscoa é o sentido nuclear de nossa vida cristã e é a partir dela que se desdobram todos os outros acontecimentos. A encarnação de Jesus somente possui um sentido porque Ele venceu a morte, e assim por diante – a
nossa Fé é num Cristo que venceu a Morte.

Entretanto para vencer a mort Ele teve que passar por ela… Toda vitória vem com uma conquista que se vai adquirindo aos poucos. Por exemplo, para eu ganhar uma corrida, eu preciso me preparar, ganhar condicionamento, tenho que correr. Cristo para mostrar que a há uma vida maior que essa e que a morte não é o fim, Ele então passa pela morte para vencê-la e mostrar a nós como se faz também para vencer.

E esse mostrar do Cristo está no Evangelho. O Evangelho, a nossa academia para ganhar massa muscular para conseguir ganhar essa corrida rumo a eternidade. Nossa vida centrada nesse Cristo adquiri disciplina, assim como nos é exigido quando estamos prestes a realizar alguma atividade importante, assim nós – atléticos de Cristo – precisamos de disciplina para “ganhar a coroa da vitória”.

Ser Cristão não é ser light… ser Cristão é pegar no pesado, é levantar peso, é se imbuir da armadura da fé, como Paulo diz aos Romanos. Muitos Cristãos que vejo as vezes são soft, tranquilos, tudo pode e tudo é! Cristo não morreu e ressuscitou, mostrou o caminho e carregou as consequência até o fim, para que nós – atléticos de Cristo – possamos dizer que tudo pode e tudo é permitido.

No “Time de Cristo” todos são aceitos, pois isso somos KATÓLICOS (universal), mas nesse time queremos todos correr e ajudar os outros a correr, agora novamente citando Paulo “Quem não trabalha, também não deve comer”. E o primeiro trabalho do Cristão é a oração. Toda a vez que iria acontecer algo de mudança na vida de Cristo, Ele antes rezava. Quando ele foi preso para sofrer a sua paixão, Ele estava orando. Rezar, rezar e rezar, ouso dizer que esse seja o trabalho por excelência do Cristão, só teremos um mundo melhor, governantes melhores se rezarmos e não deixarmos a nossa oração no campo espiritual apenas!

Cristo mudou a história da humanidade fazendo o que? Fazendo de
sua vida uma oração perfeita ao Pai. Seu corpo era a Oração. Esse time
atlético de Cristo tem por força a Oração que se desdobra em caridade,
perdão e bondade.


Tem um biógrafo de São Francisco que diz que Francisco se tornou todo
oração, ou seja, a vida dele é uma oração, seus gestos, sua vida é a própria
liturgia. São Francisco sendo ele em seu próprio corpo a liturgia do Cristo,
convida a todos nós a “morrermos com Cristo para ressuscitarmos com Ele” e assim fazer de nosso corpo o próprio corpo de Cristo.

Paz e Bem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s