Museu Nacional de Belas Artes recebe Francisco de Assis

Postado por

O Museu Nacional de Belas Artes, localizado no Centro do Rio de Janeiro, em comemoração aos 200 anos dos museus no Brasil, recebe a exposição “São Francisco na Arte de Mestres Italianos”, desde o dia 6 de novembro de 2018. É uma grande oportunidade, não só para aprender – ou reaprender – sobre a história de São Francisco e a sua época, mas também para os amantes da arte e da cultura de diferentes períodos históricos.

Essa experiência começa quando se chega ao museu e no guarda corpo do segundo andar, um painel de tecido com a obra “Madonna com il Bambino fra i santi Sebastiano, Antonio, Francesco e Rocco” (Virgem com o Menino entre os santos Sebastião, Francisco e Roque), de Cola.

Dell’Amatrice estampada é uma verdadeira recepção aos que chegam cheios de animação e expectativa para ver bem pertinho as pinturas dos conterrâneos de Francisco. Após pegar a entrada e subir pela escada principal, está a sala Bernadelli, onde a exposição foi organizada.


Madonna com il Bambino fra i santi Sebastiano, Antonio, Francesco e Rocco, Cola Dell’Amatrice

Dada a hora de finalmente entrar, ao lado esquerdo, as primeiras telas já esperam pelos seus apreciadores. O guia se apresenta, começa a falar um pouco sobre a vida de Francisco e vai conduzindo os visitantes pelo salão, quadro por quadro, cada qual revelando algumas das faces do Santo segundo os grandes pintores italianos, chamando atenção para os símbolos e as técnicas utilizadas nas obras, que se apresentavam nos estilos Renascentista e Barroco.

São pinturas do século XV ao XVIII, contando as histórias que, encantaram e ainda encantam tanto católicos quanto não católicos sobre o jovem rico que largou a vida de conforto, as festas e prazeres mundanos para viver segundo o Evangelho.

As telas tem como temas o recebimento das suas chagas no Monte Alverne, sua relação tranquila com a morte, como uma passagem – visão que pode ser observada na própria Oração da Paz: “E é morrendo que se vive para a Vida Eterna” -, a vida voltada à pobreza, à castidade e à obediência. E o incondicional amor a Cristo, aos irmãos e a Igreja.


San Francesco riceve le stimmate, Tiziano Vecellio

Um dos destaques vai para o quadro de Tiziano Vecellio, presente nos cartazes de divulgação da exposição, a bela obra intitulada como “San Francesco riceve le stimmate” (São Francisco recebe as chagas).

Após o fim da apresentação, ainda é possível passear pelo restante do museu e visitar as demais exposições. Além disso, há uma sala onde um vídeo sobre a Basílica de São Francisco é reproduzido, e para tornar mais real a experiência, é possível o uso de óculos de realidade virtual, dando a sensação de estar dentro da própria.

A exposição estará no Museu Nacional de Belas Artes até o dia 3 de fevereiro de 2019, de terça a sexta das 10h da manhã até as 18h da tarde e aos sábados, domingos e feriados das 13h as 18h. Durante o mês de Janeiro, a entrada é franca. Você encontra mais informações sobre a mostra aqui.

E você? Já foi a exposição? Conta para a gente a experiência!

Foto da pintura de Dell’Amatrice cedida gentilmente por Fernanda Naldi.

Foto da pintura de Tiziano retirada da amostra do museu.

Deixe uma resposta