Gerando Deus

Publicado por

Neste domingo comemoramos a Assunção de Maria ao Céus. E quando falamos em Maria e em Francisco, não tem como negar o carinho e o afeto que Francisco tinha por nossa mãezinha. No evangelho de hoje (Lc 1,39-56), vemos primeiramente com que pressa Maria partiu para a casa da sua prima Isabel e deste modo, a pressa era tanta que nada podia fazer Maria desistir de ir visitá-la. Fico imaginando a cena de duas pessoas que se gostam, que se amam tanto que quando se encontram após algum tempo a primeira coisa que fazem é se abraçarem, e logo após tirar uma self para postar com a legenda #amigasforever. E imaginando essa cena das duas se abraçando e tirando foto, me veio à cabeça uma passagem de um dos escritos das fontes franciscanas chamado “O Anônimo Perusino” que irá descrever o modo como os irmãos se amavam; assim diz a passagem: “Quando voltavam a se ver, enchiam-se de tão grande prazer e de alegria espiritual que não se recordava de nada de adversidade e, mormente, da pobreza que padeciam. Amavam-se uns aos outros com profundo amor, serviam-se e nutriam-se mutuamente, como uma mãe serve e nutre seu filho”, ou seja, para ser franciscanos meus jovens têm que amar, e tem que amar até transbordar, pois a medida do amor é galaxial.

E quando Maria saúda Isabel, a criança que estava no ventre de sua prima pulou e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Por que será que a criança pula? Será que ela queria nascer? Não. Será que ela estava brincando? Não. O que estava acontecendo era que Maria, que também estava grávida, gerava Deus, pois assim saúda Francisco: “Ave Maria, a casa do Senhor! Ave Maria, vestimenta do Senhor! Ave Maria, serva do Senhor! Ave Maria, Mãe do Senhor!”, e quando Deus é gerado, quando o verbo é encarnado “Verbum caro factum est, Verbum Panis factum est”, não vou traduzir, mas é só escrever no google e procurarem por uma música…

E Maria, a mãe do Nosso Senhor é lembrada hoje no domingo como aquela que subiu aos céus de corpo e alma. Sabe por que Maria subiu aos céus? Porque aquele que gerou o Amor, gerou o Senhor, serviu de casa de Deus em seu ventre não conseguiria ficar longe de seu Filho Jesus, e nem a terra a prendeu, sendo assim elevada por Deus aos céus para ficar na eternidade intercedendo por nós junto ao seu Filho Jesus. Que ao ouvirmos o evangelho deste final de semana possamos gerar o Cristo em nossos corações e em nossas vidas para sermos igual Francisco: “Alter Christus”, dessa vez vou traduzir “Outro Cristo”, para aqueles que mais necessitam e para também gerarmos Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s